Museu do Amanhã promove programação especial na Semana Nacional de Museus

De 17 a 21 de maio, o público poderá participar de atividades norteadas pelo tema ‘O poder dos museus’

O Museu do Amanhã preparou uma programação inteiramente dedicada à 20ª Semana Nacional de Museus, promovida anualmente pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio). Entre os dias 17 e 21 de maio, o público será convidado a participar de atividades que estimulam a reflexão e a troca de experiências.

“O Museu do Amanhã preparou uma programação especial para a Semana de Museus trazendo para o centro de suas atividades temas como inclusão, acessibilidade, diversidade, convivência e sustentabilidade. Assim, buscamos fomentar com o público processos de escuta e construção de saberes, a partir de reflexões que terão como referência o tema da semana: o poder do museus”, conta Camila Oliveira, Coordenadora de Educação do Museu do Amanhã. 

Com patrocínio da Americanas, através da Lei de Incentivo à Cultura, o projeto Trilhar o Amanhã oferece, entre os dias 17 e 21 de maio, uma visita mediada pelos educadores do Museu do Amanhã pela exposição principal, com objetivo de aproximar o público da narrativa curatorial e investigar o poder dos museus. Nas mesmas datas, educadores do Museu do Amanhã convidam os visitantes para a atividade Cantos de Pindorama, quando o público poderá fazer uma investigação sobre as inúmeras contribuições dos idiomas pertencentes à família tupi-guarani e das línguas de matriz africana nas nomeações do território nacional. 

O Museu do Amanhã promoverá, no dia 18 de maio, a primeira edição do Entre Museus Acessíveis, programa de mobilização social e cultural com patrocínio da Fundação  Engie, que convida pessoas com deficiência visual e a comunidade surda a ocuparem os museus e a cidade.  Em uma mesma semana, os participantes podem conhecer o Museu do Amanhã e também o Museu da República. 

Além das atividades abertas ao público, o Museu do Amanhã também realizará uma atividade com escolas da região durante a Semana Nacional de Museus. O Rolê ODS vai estimular, de forma lúdica, adolescentes a investigarem como os diferentes atores sociais, equipamentos e instituições podem contribuir na defesa da biodiversidade. O projeto Rolê Sapiência ODS é apoiado pela Colgate através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A Semana Nacional dos Museus visa mobilizar museus brasileiros, seus profissionais e suas comunidades em prol do compartilhamento de ações para o diálogo com seus mais variados públicos e territórios, fortalecendo e viabilizando estes espaços e democratizando o acesso. Em 2022, o tema escolhido pelo Conselho Internacional dos Museus (ICOM) para orientar as proposições é: “O poder dos museus” que evidencia a dualidade existencial dessas instituições: a disrupção e potencialidade social transformadora em suas ações, bem como a capacidade em controlar, manter e impor determinados padrões. 

Confira a programação aberta ao público:

Trilhar os Amanhãs

17 de maio (terça) a 21 de maio (sábado), em dois horários: às 11h e às 14h

A atividade tem duração estimada de 1h. Podem participar grupos de até 20 pessoas, sem necessidade de inscrição. 

Cantos de Pindorama

17 de maio (terça) a 21 de maio (sábado), em dois horários: às 11h e às 14

Entre Museus Acessíveis

18 de maio (quarta), em horário a combinar. 

As pessoas e instituições interessadas em realizar agendamentos para grupos a partir de 15 pessoas podem fazer a solicitação para esta e outras edições através do e-mail visitas@museudoamanha.org.br. 

Sobre o Museu do Amanhã

O Museu do Amanhã é gerido pelo Instituto de Desenvolvimento e Gestão – IDG. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura do Rio de Janeiro, concebido em conjunto com a Fundação Roberto Marinho, instituição ligada ao Grupo Globo. Exemplo bem-sucedido de parceria entre o poder público e a iniciativa privada, o Museu conta com o Banco Santander como patrocinador máster, a Shell Brasil, ArcelorMittal e Grupo CCR como mantenedores e uma ampla rede de patrocinadores que inclui Engie, Americanas, IBM e B3.  Tendo a Globo como parceiro estratégico e Copatrocínio da Light e Raia Drogasil. Conta ainda com apoio de EY, Sodexo, EMS,  Rede D’Or, White Martins, Bloomberg, Colgate, Chevrolet, TechnipFMC, Universidade Veiga de Almeida, Granado e BMC Hyundai. Além da Accenture e o British Council apoiando em projetos especiais, contamos com os parceiros de mídia Artplan, SulAmérica Paradiso e Rádio Mix.

Sobre o IDGO IDG – Instituto de Desenvolvimento e Gestão é uma organização social sem fins lucrativos especializada em gerir centros culturais públicos e programas ambientais. Atua também em consultorias para empresas privadas e na execução, desenvolvimento e implementação de projetos culturais e ambientais. Responde atualmente pela gestão do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, Paço do Frevo, em Recife, como gestor operacional do Fundo da Mata Atlântica e como realizador das ações de conservação e consolidação do sítio arqueológico do Cais do Valongo, na região portuária do Rio de Janeiro. Também é responsável pela implementação da museografia do Memorial do Holocausto, a ser inaugurado em 2022 no Rio de Janeiro. Saiba mais no link. Em 2022, o IDG se tornou o responsável pela implementação do Museu das Favelas, em São Paulo.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

CAPTCHA